sábado, 6 de novembro de 2021

Fechamento do mês de outubro/2021


Olá, pessoal da Firesfera!

O mês começou agitado, recebi a notícia que não desejava: retorno presencial ao escritório. Confesso que só de receber essa notícia quase tive um ataque de ansiedade!!! A modalidade definida pela empresa foi híbrida (3 dias presenciais no escritório e 2 em trabalho remoto). Comecei na terceira semana de outubro, e confesso que ainda não me acostumei a essa nova "anormalidade". O clima organizacional está mais "frio" e até o saudoso momento do cafezinho está muito formal. Acredito que seja um período de adaptação para todos.

No campo dos investimento, nenhuma surpresa positiva, a velha instabilidade politica contaminando os mercados. Como possuo muitos ativos em Renda Variável, tive uma queda considerável. Faz parte da jornada, no entanto continuo com os aportes regulares e controles das despesas. 


1. DESPESAS

Devido ao retorno semi-presencial, as despesas continuam subindo. Gastos com transporte, refeição já começam a subir. As despesas desse acumulado (NOV/20-OUT/21) cresceram levemente, mas já me preparo para o choque nas contas pessoais:

  1. As despesas variáveis continuam com o melhor saldo (preciso calibrar melhor a previsão vs realizado) que no momento está superior a R$ 13.200,00. Nesse item estão despesas como água, luz (começou a crescer), telefone, gás, supermercado, etc. Mas o consumo/gastos começaram a crescer e esse saldo tende a diminuir;
  2. Despesas fixas que incluem gastos com aluguel, condomínio, pós-graduação e impostos continuam com o maior percentual (40,6%). Tive um gasto extraordinário com a renovação da CNH que vencia nesse mês de novembro, mas resolvi antecipar;
  3. As despesas extras (11,5%) como saúde, manutenção de casa estão voltando a normalidade. Essa diferença já foi maior no último balanço e estão voltando para a normalidade. Tive apenas um gasto adicional com o tratamento odontológico da Sra. VAR;
  4. O resultado final foi um gasto de 75,7% do valor previsto. Já comecei a fazer a minha previsão do orçamento de 2022 e pretendo ser mais assertivo com os números, mas sei que é difícil e normalmente prefiro pecar pelo excesso (talvez ficar entre 85~90% do previsto).




 

2. TAXA DE POUPANÇA

A TAXA DE POUPANÇA desse semestre (julho à outubro) foi de 45%. Aguardo as receitas extraordinárias nesse mês de novembro (primeira parcela 13° salário) e dezembro (2° parcela e férias coletivas), com essas receitas acredito que minha taxa de poupança supere os 50%.

 

No próximo ano, a pressão inflacionária será forte e minha expectativa é ter alguma redução na taxa.  Não adianta ficar ansioso, o melhor é aguardar.  

 

3. RENDIMENTOS

Foi um mês vermelho, muito vermelho (-1,7%) que jogou o rendimento nos últimos 12 meses para 7,9% e deixou o rendimento real perdendo (feio) para o IPCA. A renda fixa segue estável e o PGBL também caiu (-0,9%). O TD (-3,7%) continua incomodando muito e apesar das melhores taxas disponíveis atualmente, tenho procurado outras oportunidades de RF. Estudei um pouco da marcação a mercado e considerei um pouco complicado e por enquanto não possuo conhecimento adequado para analisar. 

A queda em RV (-5,0%) ocorre principalmente por possuir uma parcela relevante em ativos financeiros. Esses ativos chegaram a representar 30% e com as quedas dos últimos meses chegou a 25,7% nesse mês de outubro. 

Por outro lado, os investimentos no exterior saíram-se bem e tiveram um desempenho em torno de 6,6%.




A evolução do portfólio continua paralela, que foi mantido pelos aportes regulares. O IPCA de 12 meses foi de 10,8% e portanto tive perda real no portfólio. Apesar desse período de instabilidade, mantenho firme nos aportes e na diversificação da carteira e ainda tento conversar com amigos e familiares próximos para se protegerem financeiramente. 



 

4. OUTROS ASSUNTOS

Até a semana anterior do meu retorno, a Sra. VAR e o pequeno VAR retornariam comigo, no entanto minha esposa optou por fazer alguns exames periódicos complementares. Portanto meus caros retornei sozinho e estou ansioso para revê-los pessoalmente. Tenho ligado com chamada de vídeo diariamente e me emociono com o pequena VAR falando "papai". Pretendo trazê-los comigo em janeiro.

Como comentei no início da postagem, minha primeira impressão é de um clima organizacional mais frio: sem bate-papo na copinha durante um café, sem as pessoas chegarem próximas para retirar uma dúvida. O único momento um pouco mais "normal" é no horário do almoço e mesmo assim percebo as ruas mais vazias e a conversa parece artificial. 

Esse mês tive dificuldade de fazer o módulo da Pós em programação em dispositivos móveis (mobile), tive várias reuniões e viajei para o Mato Grosso para coordenar três equipes para uma inspeção de campo. Não consegui me concentrar adequadamente, apesar do módulo ser bem interessante: IoT, conhecia os fundamentos e fiz alguns Hand-On de Marchine-Learn e preparação de Bots com a Alexia.

 

E continuar

Voando Abaixo do Radar.







quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Fechamento do mês de setembro/2021

Olá, pessoal da Firesfera!

Fiquei de férias por 20 dias, então pude descansar e curtir com a família. Esse mês também não dei tanta atenção para minha carteira, porém continuei com os aportes de acordo com meu PIP.

O mercado continua com a instabilidade de sempre, apesar da vacinação ter avançado e surgir uma luz no fim do túnel. Tem muitas oportunidades em renda fixa e tenho refeito minha fatia de RF que estava um pouco fora da minha meta.   

A análise semestral e anual tem se mostrado adequada e gostei dessa maneira de analisar. 


1. DESPESAS

As despesas dos últimos 12 meses continuam subindo. Isso já era esperado e comecei a fazer a previsão de despesas para o próximo ano com o comportamento pré-pandemia. 

As despesas desse acumulado (OUT/21-SET/21) encontram-se estáveis, mas com tendência de elevação nesse semestre:

  1. As despesas variáveis continuam com o melhor saldo (diferença entre previsto e realizado) que no momento está em torno R$ 13.000,00. Nesse item estão despesas como água, luz, telefone, gás, supermercado, etc. Mas o consumo/gastos começaram a crescer e esse saldo tende a diminuir;
  2. Despesas fixas que incluem gastos com aluguel, condomínio, pós-graduação e impostos continuam com o maior percentual (40,5%) e também estão com saldo de cerca de R$ 6.700,00;
  3. Despesas infantis (6,9%) continuam crescendo, além da senhora VAR comprar mais roupas para o pequeno VAR, nós tivemos alguns gastos extras com pediatra;
  4. O resultado final foi um gasto de 75,2% do valor previsto. 



 

2. TAXA DE POUPANÇA

Estou muito feliz, pois a TAXA DE POUPANÇA desse semestre (julho, agosto e setembro) foi de 52,4%. a influencia foi da correção do salário no mês passado aliado a promoção de pleno para sênior.

 

Com esses resultado, estou no mesmo patamar dos anos anteriores. Ainda tem alguns recursos extraordinários nos próximos meses (13° e férias coletivas) que devem ajudar a subir essa taxa de poupança.  

 

3. RENDIMENTOS

Foi mais um mês vermelho (-0,9%) que olhando nos 12 meses praticamente empata com o IPCA, portanto sem ganho real. A renda fixa segue estável (1,1 %) e continuo aportando até chegar na minha meta. O PGBL cresceu um pouco (0,4%). Ainda incomoda a variação do TD que representa 40% da renda fixa que apenas cessará na data do resgate. Continuo firme na minha aquisição de outros investimentos como CDB, LCA, CRI, DEB. 



Segue abaixo a evolução do portfólio. Fiz uma análise de 12 meses e a inflação IPCA foi de 9,68% e a rentabilidade do portfólio foi de 10,2%. A carteira está praticamente lateralizada, apenas não caiu por causa dos aportes.






 

4. OUTROS ASSUNTOS

A empresa confirmou o retorno hibrido para esse mês de outubro e isso para mim foi um balde de água fria. Recebi essa noticia durante as férias que amenizou um pouco meu mau humor. Cogitei de voltar sozinho para nossa casa e tentei convencer minha esposa a ficar aqui na casa da sogra até dezembro, porém ela optou por voltar comigo também para nossa casa. Por mais que seja a casa da mãe dela, sinto que minha esposa não possui a mesma liberdade de antes. 

Estou firme na Pós em programação em dispositivos móveis (mobile), gostei muito do módulo sobre FLUTTER. Teve atividade de desenvolvimento de um aplicativo e estou muito feliz por ter funcionado. Agora é aprofundar no vasto material disponível. Caso alguém tenha uma apostila sobre FLUTTER ou DART, me avisem.

Tomei a segunda dose da vacina contra covid e aos poucos a vida cotidiana adquire um patamar novo. 

 

E continuar

Voando Abaixo do Radar.

Contato por e-mail

Nome

E-mail *

Mensagem *

Fechamento do mês de outubro/2021

Olá, pessoal da Firesfera! O mês começou agitado, recebi a notícia que não desejava: retorno presencial ao escritório. Confesso que só de ...